Olelelê, olalalá, o MECA vem aí e o bicho vai pegá

Publicado originalmente em 04/01/2013 @ MyCool

Depois de taaaaanta chafurdação nos highlights de 2012, tá na hora de olhar pra frente. E pro verão escaldante gaúcho, os próximos dias antecipam a chegada da terceira edição do refrescante MECAFestival, o nosso pequeno Coachella dos pampas.

Como já cobrimos aqui desde a primeira edição, em 2011, o MECA é sucesso [via Bibo Nunes]. Os line ups sempre se preocuparam em ser relevantes atualmente, em trazer artistas fresh, e a corresponder aos fatores geográficos que o determinam – isto é, é um festival de verão, com artistas que casam com a summer breeze, sejam eles da música eletrônica, do rock ou de tUdO uM pOuCo. Suamos como nunca com as batidas frenéticas de Two Door Cinema Club e Vampire Weekend na praia de Atlântida [o que pra mim ainda soa surreal], assim como curtimos The Rapture [!!!], dançamos lindamente ao som de Mayer Hawthorne sob o luar e aos grooves espertos do set do Breakbot na Fazenda Pontal, entre tantos outros.

Pra 2013, no próximo dia 26, na mesma Fazenda Pontal, teremos Citizens!, Dragonette, Flight Facilities, Friends e Zulu Winter. À exceção do Dragonette, trio canadense com o maior apelo pop da escalação, todos são artistas com carreiras em ascensão, que se destacaram bastante na última temporada. O duo australiano Flight Facilities – meus favoritos – são os melhores representantes da tal vibe do verão; os Citizens! levam por trás o dedo de [sem piadas óbvias] ninguém mais ninguém menos que Sir Alex Kapranos; o Friends chegou a sair na lista de promessas da BBC; e o Zulu Winter foi elogiado por sites como o Guardian com menos de meio ano de vida.

A abertura ainda conta com o DJ e produtor inglês Dark Horse – com EPs lançados pelo selo DFA [do James Murphy] – e com o team brazuca: Holger, banda paulistana em alta total, Database, duo de destaque internacional, e as novidades gaúchas Tess e Dis Moi.

Os ingressos já estão à venda, o primeiro lote já esgotou, e recomendamos muito que vocês comprem e já planejem a viagem que sempre vale bastante – não somente pela qualidade de bons shows, mas pela experiência incrível de viver um festival de um nível e energia que até três anos atrás jamais sonharíamos em ter por aqui. Nós certamente iremos, veremos e venceremos.

                * Mais informações de utilidade pública vocês encontram na página do festival.

                ** Recomendo também o ótimo texto do Gustavo Brigatti, que saiu na Zero Hora uns dias atrás. Jornalismo de verdade, gente!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s